Prefeituras não seguirão reabertura sugerida pelo governo do Rio

As medidas restritivas começaram em março devido ao coronavírus Mesmo com o decreto do governo do estado que autoriza a reabertura gradual da economia, com o funcionamento de shoppings, igrejas, pontos turísticos e bares, diversas prefeituras fluminenses já anunciaram que seguirão os planos municipais de retomada, com reabertura mais lenta do que o determinado no plano estadual. As medidas restritivas no Rio de Janeiro começaram em meados de março, com o avanço da pandemia de covid-19 no país.

© Fernando Frazão/Agência Brasil

Publicado em 08/06/2020 – 15:11 Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro.

Seg. Atualiza 2020-06-80 / 20h55

Nazaré Paulista-SP

Por Editor: Bp Sérgio Oliveira

Bem-vindo (a) ao Portal Atitude News –  portal das notícias

Ontem (7), o prefeito Marcello Crivella criticou o decreto do estado e afirmou que vai manter o cronograma de reabertura definido na semana passada pela prefeitura. Nesta primeira fase de abertura na capital, de um total de seis etapas, está permitido o funcionamento do setor de serviços, agências de automóveis, lojas de móveis e de decoração.

As lanchonetes, bares e restaurantes mantêm o esquema de entrega em domicílio e retirada no local fechadas. Hotéis e hostels podem funcionar, as praias estão liberadas apenas para atividades físicas no calçadão e esportes aquáticos individuais, assim como os parques. Permanecem fechados o comércio de rua, os shoppings, as academias e os pontos turísticos.

Na segunda fase de abertura, prevista para iniciar na próxima semana, a depender dos indicadores de contágio e disponibilidade de leitos na rede hospitalar, lojas de shoppings poderão abrir com restrições. Apenas na terceira fase, prevista para 15 dias após a segunda fase, serão reabertas academias, escolas e salões de beleza.

Niterói

A prefeitura de Niterói, na região metropolitana, também mantém seu plano de reabertura, iniciado no dia 21 de maio. As regras de restrição de circulação e isolamento social permanecem em vigor até o 30 de junho, podendo ser prorrogadas de acordo com a evolução da pandemia.

A cidade encontra-se atualmente no estágio laranja do Plano de Transição Gradual para um Novo Normal, de Atenção Máxima, com a proibição do funcionamento de shoppings e centros comerciais. Restaurantes e lanchonetes funcionam apenas com entrega.

Estão liberados os mercados e supermercados, farmácias, padarias, pet shops, postos de combustíveis, óticas, lojas de materiais de construção, oficinas mecânicas e de bicicletas, construção civil, serviços médicos, odontológicos e de fisioterapia, hotéis, indústria do petróleo e gás, lojas de automóveis e concessionárias, escritórios, imobiliárias, salões de beleza e manutenção e reparo de máquinas e equipamentos.

Os estabelecimentos devem respeitar a ocupação máxima de 50% da capacidade e o distanciamento entre as pessoas. Está autorizada a prática de exercícios físicos individuais na orla entre 6h e 9h e de 16h às 22h. Idosos têm horário exclusivo para atividades físicas entre 9h e 11h.

Nova Iguaçu

Em Nova Iguaçu, na baixada fluminense, a prefeitura autorizou a reabertura de estabelecimentos comerciais a partir de hoje, na primeira de três fases das atividades. Cada uma terá duração de 15 dias.

O calçadão do centro foi reaberto na quinta-feira (4) e agora estão liberadas em todos os bairros as atividades de prestadores de serviços, profissionais liberais, concessionarias, escritórios de contabilidade e advocacia, imobiliárias, lojas de artigos de escritórios, papelarias, presentes, telefonia, celulares e acessórios, joias e semijoias, perfumarias, bijuterias, equipamento fotográficos, fotografias, copiadoras, lojas de departamentos, magazine e bazar.

Na segunda etapa, poderão ser reabertos os salões de beleza, as galerias e lojas de calçados, bolsas e acessórios e eletrodomésticos, eletrônicos e autorizadas. Na terceira fase serão liberadas as lojas de roupa, as academias, shoppings e centros. Bares e restaurantes estão autorizados a funcionar com 30% da capacidade, além de retirada no local e serviço de entrega.

Também na baixada, o prefeito de Duque de Caxias, Washintgton Reis, informou, em entrevista à TV Globo, que vai seguir a determinação do governo do estado.

Petrópolis

Na região serrana, a prefeitura de Petrópolis autorizou a partir de hoje o funcionamento com restrições do comércio ambulante, estúdios de pilates e massagem/fisioterapia com atendimento individual, agências de publicidade, lojas de vestuário, acessórios e calçados, comércio de móveis, eletrodomésticos e eletrônicos, imobiliárias, lojas de equipamentos de informáticas, escritórios de contabilidade e advocacia, joalherias e relojoarias, agências de turismo e Salão de Beleza.

Na semana passada já estavam liberados, além dos serviços essenciais, os estacionamentos particulares, papelarias e lojas de suprimentos para escritório, lavanderias, autorizadas, óticas, concessionárias e agências de veículos, os restaurantes e lanchonetes às margens da BR 040, lojas de autopeças, de tecidos, armarinhos, chaveiros e consultórios médicos e odontológicos.

Ainda está em análise o funcionamento dos restaurantes, lanchonetes, bares, estabelecimentos comerciais em geral, shoppings, academias, feiras de roupas e acessórios e os serviços de hospedagem.

Cabo Frio

Em Cabo Frio, na Região dos Lagos, entraram em vigor no sábado (6) medidas de abertura referentes à zona laranja de alerta, com 14 dias de duração. Estão mantidas as barreiras sanitárias para permitir a entrada na cidade apenas de moradores e trabalhadores com documentação comprobatória, além de serviços essenciais.

Continuam proibidos os eventos e quaisquer atividades que envolvem aglomeração de pessoas, cinema, cultos religiosos, reuniões, assembleias, veículos de turismo, passageiros de cruzeiros marítimos, comércio ambulante, atividades de turismo náutico, mergulho recreativo, academias, feiras de artesanato e hospedagem de turistas.

Foi permitido, com restrições, o funcionamento de clínicas de estética, salões de beleza, agências bancárias, lotéricas, feiras livres e as atividades de construção civil.

Os shoppings centers podem funcionar das 12h às 20h, exceto as praças de alimentação, cinemas, lojas de jogos eletrônicos, brinquedotecas, parques e praças de diversão. Bares, restaurantes e lanchonetes dentro dos shoppings podem funcionar para entrega e retirada.

Demais bares, restaurantes e lanchonetes podem ter atendimento presencial com restrições. Quiosques nas praças públicas podem atender com entrega, retirada e drive-thru.

O transporte coletivo de passageiros funciona com até 30% da capacidade e o individual por aplicativo não pode utilizar o banco do carona. Escolas públicas, privadas e cursos permanecem fechados.

Campos dos Goytacazes

Em Campos dos Goytacazes, no norte fluminense, a prefeitura iniciou hoje o lockdown parcial previsto no Nível 4, de um total de cinco, do Plano de Retomada de Atividades Econômicas e Sociais.

Segundo anúncio feito pelo prefeito Rafael Diniz no sábado (6), levantamento estatístico mostra que o município ainda não chegou ao pico da covid-19, não sendo possível iniciar a flexibilização das medidas restritivas por enquanto.

Nesta fase, estão autorizadas a funcionar as feiras livres, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros de pequeno porte, quitandas, padarias e centros de abastecimento de alimentos; venda de alimentação para animais; distribuidores de gás e de água mineral. Bares, restaurantes e lanchonetes podem atender em sistema drive-thru.

No nível 5 já estavam liberados os escritórios de advocacia, contabilidade, consultorias, arquitetura e engenharia, imobiliárias, agências de seguro e plano de saúde com atendimento individual. E entrega e retirada para lojas de material de construção, autopeças, bicicleta, artigos de embalagens, tecidos e armarinho e lojas de informática e comunicação.

Podem funcionar também oficinas mecânicas, borracharias, conserto de bicicletas, serviços de saúde, distribuidores de produtos médicos, construção civil, atendimento de urgência em ótica, entidades de classe e sindicatos e lava jatos e limpeza de veículos, com restrição de horário.

Está liberada a atividade física individual em vias públicas, sem a utilização de praças e equipamentos municipais.

Paraty

Paraty, cidade histórica da costa verde, encontra-se na bandeira vermelha do Plano de Transição Gradual para o Novo Normal, em vigor desde o dia 1º, com risco médio de propagação do vírus e alta em capacidade de resposta da rede de saúde. É o segundo nível menos restritivo do sistema de cores da cidade, acima da bandeira azul e abaixo da roxa e da preta.

As atividades turísticas permanecem fechadas, como hotéis, pousadas, hostels, casas de veraneio, agências de turismo, excursões, passeios e passeios de barcos. Está proibido o acesso a parques, jardins, praias, ilhas e cachoeiras. Continuam fechados os teatros, cinemas e similares. Restaurantes podem funcionar com restrição de mesas no ambiente interno, sem mesas externas e sem buffet self service.

Volta Redonda

Na região sul fluminense, a prefeitura de Volta Redonda está negociando com o Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ) uma proposta para a abertura do comércio varejista e da feira livre a partir do dia 10 de junho.

O sistema de monitoramento para condicionar a reabertura das atividades econômicas se baseia no número de casos suspeitos, na ocupação de leitos no CTI e no Hospital de Campanha, o isolamento social do grupo de risco, no uso de máscara nas ruas e na proibição de qualquer tipo de aglomeração.

A proposta para bares e restaurantes, a partir do dia 10, é que possam funcionar com horário normal e 30% da capacidade. Segundo a prefeitura, a abertura de igrejas, clubes e academias será vinculada à decisão do governo do estado.

Governo

Em nota, o governo do estado informou que o decreto que autoriza a reabertura gradual da economia “levou em consideração os dados epidemiológicos da Secretaria de Estado de Saúde [SES], incluindo a redução do número diário de óbitos e das internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave”.

Segundo o governo, as “medidas pioneiras” adotadas em março ajudaram no achatamento da curva de contágio do novo coronavírus. “No final de abril, mais de 1,5 mil pessoas aguardavam por leitos de enfermaria e UTI no estado. Atualmente, esse número caiu para pouco mais de 100, com tempo de espera de regulação de cerca de 2 dias”.

A nota informa, ainda, que o pico da covid-19 no estado ocorreu no dia 1º de maio, com o registro de 2.042 novos pacientes com coronavírus. “No dia 31 de maio, foram apenas 86 casos”. Para os óbitos, o dia com mais registros foi 4 de maio, com 172. No dia 31, o número caiu para 39, segundo a SES.

O governo ressalta que “segue acompanhando os indicadores da evolução da doença”.

Edição: Valéria Aguiar

NÃO HÁ JUSTIÇA SEM DEUS

  • Precisando de ajuda? ☎ Ligue para: (11) 4260-0181 |
  •  WhatsApp: (11) 97228-2486 | 97066-8705 |
  • Fale com Bp Sérgio J. Oliveira – Editor Jornalista agora mesmo: !
  • E-mails.: [email protected] | [email protected]

Compartilhar matéria:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google

Deixe uma resposta