O exemplo: Franco da Rocha, Acusados de desviar R$ 2 milhões seguem nos cargos em Franco da Rocha

10 Fev 2019  sergio | De Combate ao Corrupto e a Corrupção

  • NO CALOR DA AUTENTICIDADE:
  • Postado por Jornalista, Editor Bp. Sérgio Oliveira – sábado-feira 18 jan 2020 – às 17h45.
  • A Corrupção é a mola propulsora do “GENOCÍDIO” só não ver quem parti– Arquivo Portal Atitude…

_________________________________________________________________________________

“Portal Atitude News – O chapa quente, cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Todo o processo de coleta de dados cujo resultado culmina nas informações a seguir é realizado automaticamente, através de fontes públicas pela Lei de Acesso à Informação (Lei Nº 12.527/2011). Portanto, Portal Atitude News – O chapa quente, não substitui as fontes originárias da informação, não garante a veracidade dos dados nem que eles estejam atualizados. O sistema pode mesclar homônimos (pessoas do mesmo nome). Confira nosso  Descrição Legal.” [O jornalismo profissional precisa do seu suporte].  LEI Nº 12.527, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011. Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. … 216 da Constituição Federal; altera a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a Lei nº 11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. [O jornalismo profissional precisa do seu suporte].

_________________________________________________________________________________

Bem-vindo (a), ao Portal Atitude News –  O chapa quente.

DIVULGAÇÃO

  • NÃO HÁ JUSTIÇA SEM DEUS
  • Tel.: (11) 4260-0540 | móvel 97228-2486
  • E-mails.: [email protected] | [email protected]
  • Em Franco da Rocha, até mesmo o único vereador livre das acusações, Sebastião Afonso

Sergio – 1 de abril de 2018

Direto da Redação: Portal Atitude News – o chapa quente

REBUSCANDO NOTÍCIAS: Quero começar, Rede Brasil Atual, por este ano foi publicado, mas, perdi, as minhas perguntas foram enviadas, então, eu deparei essa. O Brasil ainda chora, a ABR noticiou e eu estou servindo de Logo-marca de o chapa quente que está sendo reformulada, Será “Portal -https://atitudenews.jor.br  Essa é uma grande historia.

Em Franco da Rocha, Sebastião Afonso Acioli (PT)

 O Ministério Público de São Paulo está investindo em corrupção e corrupção, Marcelo Tenaglia da Silva (Marco de Marcelo Nega), Marco Antonio Donário mais conhecido como Dr. Donário e dez vereadores do município. Até agora, nada. Por Cida de Oliveira, especial para a Rede Atual, modificado em 19/03/2010 11h49

Grande – São Paulo – A justiça paulista ainda não determinou o capital de uma ação civil pública que pediu o benefício de seguro, o segredo, dois secretários e dez dos 11 vereadores de Franco da Rocha, o município pobre da Grande São Paulo. O Márcio Cecchettini (PSDB) é um dos principais executivos da diretoria executiva do chefe do Executivo.

O grupo é acusado pelo Ministério Público de São Paulo de desvio de mais de R$ 2 milhões dos cofres municipais: A moves, protocoled in 29 de December passed, ask the afastamento of investigated, one indisponibilidade of their goods, the impediment of cumprir the rules and a disputar por dez anos, beyond (traduzindo: Um movimento, protocolado em 29 de dezembro passado, pede o afastamento de investigado, uma indisponibilidade de seus bens, o impedimento de cumprir as regras e um disputar por dez anos, além de da taxa de câmbio, 200%).

Sempre na lista do MP, além de Cecchettini, o seu vice José Antonio Pariz, o Pinduca (PSDB), o secretário de governo Marcelo Tenaglia (PRB), o ex-secretário de Assuntos Jurídicos Marco Antonio Donário e os vereadores Toninho Lopes (DEM ), Topré (PSB), Tenório (PV), Rodrigo Federzoni (PV), Toninho Reis (PSDB), Léo (PT), Pablo Cunha (PTB), TG (PSDB), Zé Panta (PSDB) e Guinho (PSDB) . O vereador Léo (Leozildo Aristaque Barros), presidente do Sindicato dos Comerciários de Franco da Rocha, sob o comando da diretoria do governador municipal do seu partido, deve ser expulso da legenda.

 Tribunal de Justiça de São Paulo, Fernando Dominguez Guiguet Leal. No entanto, em 5 de março, a sua suspeição de ter a felicidade de um bebê. Por isso, foi aberto um processo incidente sobre o Tribunal de Justiça, inclusive com o objetivo de esclarecer os processos.

A ação em Franco da Rocha está baseada em investigações feitas sobre o ano passado, quando o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), ligado a MP, empresas de investimento, computadores e escrituras imobiliárias na Câmara dos Vereadores e na Prefeitura.

Também foram incluídos R$ 62 mil, que estavam com os secretários Marco Antônio Donário e Marcelo Tenaglia. A parte das notas estava em dinheiro vivo em notas de R$ 50, R$ 20 e R$ 10 envelopes em alguns cartões – e parte, em cheques. A apreensão chegou a ser noticiada pela tevê e pelos jornais, mas nenhum dos meios de comunicação informou o partido político dos envolvidos.

Segundo a denúncia feita pelo MP, o suposto esquema, teria começado como um novo mandato de Cecchettini, operado por Donário e Tenaglia. Os setores diretos se prefeito, o vice, o diretório municipal do PSDB e os dez vereadores.

Os empréstimos em vigor não prefixados pelo governo federal e arrecadariam, mensalmente, cerca de R$ 200 milhões em empresas que detinham contratos e concessões de serviços públicos, como a coleta de lixo, transporte público, merenda escolar e uma obra do centro da cidade.

A reportagem da Rede Atual em exercício na prefeitura de Franco da Rocha. A assessoria de imprensa informou que não há nada que o comentário sobre o que foi noticiado. Em vista de 8 de janeiro, o jornal Áspera, que circula em Franco da Rocha e as regiões vizinhas, Márcio Cecchettini, acaba por se apropriar totalmente do teor da petição nas reportagens da imprensa local e por isso não poderia se manifestar. Além disso, o envio de pedidos de envio de mais de 30 milhões de documentos foi publicado em 2009.

O prefeito usou mais de dois terços do espaço para atacar “as políticas de conflito e de reclamação”. A queixa não foi ouvida durante as investigações e que uma promoção negociou um documento que muniu fartamente de uma imprensa local.

Os vereadores, envolvido evitam a imprensa, publicaram nota no próprio jornal Cidade Ágora, no dia 23 de janeiro. O informe também reduziu o caso de uma política interna de combate ao terrorismo como “a polícia ainda não é uma empresa de combate à corrupção e insiste em acusar, sem qualquer base de fundamento”; “O MP não tem o direito de beneficiar de um partido de partida a um resultado de uma investigação em andamento”; “alguém que tenha o direito de julgar-se, seja o que for, além do Judiciário – muito menos um partido de oposição que apareça bom de conversa e ruim de governo.”

Em Franco da Rocha, Sebastião Afonso Acioli (PT), não deu entrevista. Procurado várias vezes para comentar o caso, não foi localizado.

“A impressão é de que tudo funciona normalmente por aqui. É como se fosse o mesmo passado acontecido ”, diz, indignado, Edmilson Costa Santos, professor de História e Sociologia. “No entanto, a cidade está abandonada, às escuras, num apagão moral, sem empregos e sem investimentos”.

Procurado para dar mais detalhes sobre o caso, o promotor Daniel Serra Azul Guimarães, autor da denúncia, não foi localizado. As informações sobre a oferta de serviço gratuito, quando retornadas, não atuam mais em Franco da Rocha e sim em Leme, na região de Piracicaba, para onde foi transferido.

Para uma ideia do tamanho do orçamento, o orçamento da cidade, em 2008, foi de R $ 100 milhões. Cobrindo despesas de custeio, manutenção e verbas de uma boa remuneração, mais de R $ 7 milhões para investimentos em pavimentação de escolas, construção de escolas, creches e postos de saúde.

Os dois milhões que importam representam cerca de 30% do total. Subsídio pode ser gasta num ano.

registrado em: PSDB X PT Direto da Redação: Portal Atitude News – nosso portal de notícias.

O CAMINHO DA INFORMAÇÃO:

 O sistema não entende e nem entenderá eles perseguem, difamam, criam armadilhas, mais, a lubricidade aumenta   investimento em prol do combate ao lamaçal, e “Ação de se tornar poderoso, de passar a possuir poder, autoridade,   domínio sobre; exemplo: processo de empoderamento das classes desfavorecidas.” O dicionário vai além, oferecendo   uma extensão deste conceito, caracterizando-o como gíria: “Passar a ter domínio sobre a sua própria vida; ser capaz de   tomar decisões sobre […].  Falando que Deus e o povo estão ao seu lado… ao lado dos cidadão (ã). 

_________________________________________________________________________________

NÃO HÁ JUSTIÇA SEM DEUS

Compartilhar matéria:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google

Deixe uma resposta

Compartilhar:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Divulgue sua Empresa aqui
Mostre sua empresa para mais de 5 mil pessoas
Clique aqui
Divulgue sua Empresa aqui
Mostre sua empresa para mais de 5 mil pessoas
Clique aqui
Anterior
Próximo

Últimas do blog:

Assine nossa newsletter

Receba nossos conteúdos em seu email
bbbpppbpbpb

Editor Principal

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Divulgue sua Empresa aqui
Mostre sua empresa para mais de 5 mil pessoas
Clique aqui
Divulgue sua Empresa aqui
Mostre sua empresa para mais de 5 mil pessoas
Clique aqui
Anterior
Próximo