Notícias importantes

Ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Manual de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa.

#PortaldeNotícias #EdBpSérgioOliveira #Nãouseomedocomoforçadeação

#PROPAGANDA O MELHOR REMÉDIO CONTRA A CRISE

Arquivos Damares Alves – Socialismo Criativo | Criador: Alan Santos/PR 
Direitos autorais: Creative Commons Attribution | Quer entender de onde vieram essas informações? 
Saiba mais
  • Sáb | atualiza 2 jan  de 2021 | 21h22
  • Nazaré Paulista-SP – Por Editor: Bp Sérgio Oliveira

1 – O CAMINHO DA INFORMAÇÃOO sistema não entende e nem entenderá eles perseguem, difamam, improvisam armadilhas;  fazem crescer, à lubricidade na noturnidade, aumenta o  investimento em prol do armistício lamaçal, e à “ação de se tornar poderoso, e passar a possuir poder de autoridade, e domínio a EXEMPLO. Exemplo em processo de empoderamento sobre classes desfavorecidascom socialismo Insidioso, financiador do terror;
2 – Arma insídias; prepara ciladas; enganador, traiçoeiro, pérfido, (figuradamente) parece benigno, mas pode ser ou tornar-se grave e perigoso (diz-se de mal, enfermidade etc.). “a febre tifoide é uma doença i.”
3 – ”O dicionário vai além, oferecendo   uma extensão deste conceito caracterizando-o como gíria: “Passar a ter domínio sobre a sua própria vida; ser capaz de   tomar decisões em nome do insuportável … 
4 – Quanto à Democracia: fortifica convicções, com Deus acima de tudo, e o povo ao seu lado Patriota! vença as diferenças! Não Há Justiça Sem Deus!  (grifo nosso!

Manual de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa.

Bem-vindo (a), ao Portal de Notícias do Atitude News -O Chapa Quente

DIVULGAÇÃO

Ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos – Mãe, advogada, educadora, pastora evangélica. São muitos os títulos colecionados por Damares Alves ao longo da vida. Nasceu no Paraná, em 1964, mas ainda criança, aos seis anos de idade, mudou-se para o Nordeste, onde morou nos estados da Bahia e do Alagoas. A paixão pela região a faz se autodominar “nordestina com orgulho”.

Ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos – Mas essa paixão não cegou Damares. Pelo contrário: enxergando a dura realidade vivida pelo povo nordestino, decidiu lutar para melhorar a vida daqueles menos favorecidos, que vivem à margem da sociedade. Queria defender os direitos humanos de pessoas invisibilizadas.

Ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos -No momento certo, optou pelo curso de Direito e, posteriormente, Pedagogia. Após anos de estudo e dedicação, formou-se advogada pela Faculdade de Direito de São Carlos, e educadora pela Faculdade Pio Décimo.

Ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos – Em meados da década de 80, tornou-se uma das fundadoras do Comitê Estadual de Sergipe do Movimento Nacional Meninas e Meninos em Sergipe, que tem como principal função social a proteção de crianças em situação de rua. Atuou, ainda, no final da década de 80, na defesa dos direitos das mulheres pescadoras e trabalhadoras do campo.

Ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos – Também participou do movimento pró-vida e foi assessora parlamentar, atuando no Congresso Nacional durante mais de 20 anos. É considerada uma referência no combate à pedofilia e na proteção da infância. Trouxe ao protagonismo a voz de milhares de crianças com deficiência vítimas do infanticídio indígena. Advogou voluntariamente por muitos anos para mulheres e crianças em situação de vulnerabilidade social e violência doméstica.

À frente do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) desde janeiro de 2019, Damares continua o trabalho incessante em prol dos direitos de mulheres, crianças, adolescentes, jovens, idosos, pessoas com deficiência, povos e comunidades tradicionais e da família.

NÃO HÁ JUSTIÇA SEM DEUS