Notícias importantes

José Dirceu, ex-ministro-chefe da Casa Civil no governo Lula

AGÊNCIA BRASIL /ARQUIVO – José Dirceu disse que a facada em Bolsonaro foi “erro nosso”?
Internautas resgataram vídeo de entrevista e questionam significado da frase

MONITOR7 | Do R7 – 19/08/2021 – 20H33 (ATUALIZADO EM 20/08/2021 – 10H31)
Quinta-feira, | atualiza 26 de ago,  2021 | 12h20 – Nazaré Paulista – SP – Portal de Notícias – Por Editor: Bp Sérgio Oliveira
#PortaldeNotícias #EdBpSérgioOliveira #Nãouseomedocomoforçadeação PROPAGANDA – O MELHOR REMÉDIO CONTRA A CRISE

Bem-vindo (a), ao Portal de Notícias do Atitude News -O chapa quente-

DIVULGAÇÃO

Em maio de 2021, José Dirceu(PT) concedeu entrevista a um canal de vídeos da internet e uma de suas falas viralizou em grupos de mensagens. No trecho retirado do vídeo, Dirceu diz: “[…] se a Dilma governasse até o final do governo dela e o Lula sendo candidato em 2018, nós venceríamos a eleição. Aliás, ele venceria em 2018 com tudo que aconteceu ou, em liberdade, elegeria o Haddad… A possibilidade era grande, podia acontecer qualquer fato como acontece às vezes que impedisse isso, ou erros nossos, como foi a facada ao Bolsonaro.”.

A mensagem foi enviada em um grupo com mais de 50 mil participantes e foi visualizada mais de 16 mil vezes. Junto com o vídeo, em um grupo diferente, o internauta adicionou à mensagem o seguinte questionamento: “Confissão do crime?”. O vídeo conta com uma espécie de legenda, que afirma: “A facada foi um erro nosso”, atribuindo a fala a José Dirceu.

O vereador Carlos Bolsonaro(Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, postou o vídeo em sua conta no Twitter, porém sem legendas. Até o momento, o tuíte recebeu 18,8 mil curtidas e cerca de 6.500 replicações. 

A mensagem e o vídeo fazem referência à facada que hospitalizou o atual presidente da República, Jair Bolsonaro(sem partido). O evento ocorreu em setembro de 2018, quando Bolsonaro ainda estava em campanha eleitoral, como candidato à Presidência. No mesmo dia, Adélio Bispo foi preso em flagrante e confessou o crime. Durante a investigação, a polícia não encontrou nenhum indício de envolvimento de outras pessoas. 

A justificativa dada por José Dirceu é que a sua fala foi mal-interpretada e, na realidade, ele estaria falando de coisas que poderiam impedir a vitória do seu partido nas eleições à Presidência, inclusive “erros nossos” e além disso, fatos imprevisíveis, como a facada em Bolsonaro. De acordo com ele, essas duas possibilidades(os erros e a facada) não tem ligação nenhuma, apenas fariam parte da lista de coisas que poderiam impossibilitar a eleição de um de seus candidatos. 

O ex-ministro se manifestou por um tuíte. Na publicação, ele também afirma: “Só não entenderá quem não sabe interpretar. Bolsonaro está desesperado. Na falta de um fato novo, para se livrar de debates, seu filho mais parecido tenta girar teorias conspiratórias baratas. Mas agradeço a audiência”.

Apesar de José Dirceu ter realmente falado “erros nossos” e, em seguida, “como foi a facada ao Bolsonaro”, o sentido da fala não foi o atribuído pelas postagens, segundo o ex-ministro.

Você tem uma informação que gostaria que fosse checada? Envie mensagem para o Monitor7, por WhatsApp ou Telegram: (11) 9-9240-7777

NÃO HÁ JUSTIÇA SEM DEUS

Deixe um comentário