Notícias importantes

#PortaldeNotícias #EdBpSérgioOliveira #Nãouseomedocomoforçadeação PROPAGANDA – O MELHOR REMÉDIO CONTRA A CRISE

“É inaceitável 20 mil pessoas receberem R$ 280 bilhões em isenções em uma sociedade desigual como a brasileira”, disse o ministro
ECONOMIA | Do R7 – 01/07/2021 – 11H55 (ATUALIZADO EM 01/07/2021 – 12H26
Sex, | atualiza 2 de jul,  2021 | 16h28 – Nazaré Paulista-SP – Portal de Notícias – Por Editor: Bp Sérgio Oliveira
Notícias Relacionadas:
Acesse exclusiva no Portal de Notícias  Atitude News – O chapa quente – Para 100% Brasil. Com elegância

Bem-vindo (a), ao Portal de Notícias do Atitude News – O chapa quente –

DIVULGAÇÃO

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a comentar nesta quinta-feira (1º) a proposta de reforma tributária entregue ao Congresso Nacional. Ele reafirmou a possibilidade de reduzir a alíquota imediata do IRPJ (Imposto de Renda para Pessoa Jurídica), com a contrapartida de derrubar isenções que beneficiam poucas empresas.

Guedes recorda que “empresas muito fortes” conseguiram “lobbies bilionários” no passado. “Nós podemos reduzir em 10 pontos percentuais o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica no Brasil inteiro se conseguimos eliminar alguns subsídios dados a alguma poucas empresas”, garantiu ele, que cita a necessidade de “coragem” para tomar a decisão.

“É inaceitável 20 mil pessoas receberem R$ 280 bilhões em isenções em uma sociedade desigual como a brasileira”, avaliou Guedes ao comentar os dados do Ceged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Ele classificou as reclamações contra o texto de reforma tributária como “naturais”, mas disse estar convencido de que é o “caminho certo”.

Apesar da crítica, o ministro reconheceu o lobby político com uma prática válida. “É uma democracia, todo mundo pode fazer seu lobby. Cabe ao governo filtrar o que é socialmente desejável e o que não é”, observou ao cita que a redução das isenções de duas ou três empresas presentes em falhas de mercado já seria suficiente para o corte no valor do Imposto de Renda.

O ministro ressaltou ainda que a proposta de aumentar a tributação sobre os rendimentos de capital da pessoa física surgiu com a isenção do pagamento de imposto para 8 milhões de assalariados. “Todos recebem uma redução na taxa efetiva do imposto que pagam, porque todos estão isentos quando se isenta as faixas de baixo”, explicou.

Nova etapa da reforma tributária propõe isenção de IR para quem ganha até R$ 2,5 mil por mês

“Portal de Notícias do Atitude News –, cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Todo o processo de coleta de dados cujo resultado culmina nas informações a seguir é realizado automaticamente, através de fontes públicas pela Lei de Acesso à Informação (Lei Nº 12.527/2011). Portanto, Portal de Notícias do Atitude News –, não substitui as fontes originárias da informação, não garante a veracidade dos dados nem que eles estejam atualizados. O sistema pode mesclar homônimos (pessoas do mesmo nome). Confira nosso  Descrição Legal.” [O jornalismo profissional precisa do seu suporte].  LEI Nº 12.527, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011. Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. … 216 da Constituição Federal; altera a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a Lei nº 11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. [O jornalismo profissional precisa do seu suporte].

NÃO HÁ JUSTIÇA SEM DEUS

Deixe um comentário