Notícias importantes

Acusado de tentar comprar vacina, Miranda vai à CPI e gera tumulto

Após a divulgação de um áudio atribuído a Miranda em que ele afirma ter um “comprador e com potencial de pagamento instantâneo” Miranda entrou na sessão e conversou com o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM) e o relator, Renan Calheiros (MDB-AL).

#PortaldeNotícias #EdBpSérgioOliveira #Nãouseomedocomoforçadeação PROPAGANDA – O MELHOR REMÉDIO CONTRA A CRISE

BRASIL | Do R7 (01/07/2021 – 12H02 (ATUALIZADO EM 01/07/2021 – 12H37)
Sex, | atualiza 2 de jul,  2021 | 12h24 – Nazaré Paulista-SP – Portal de Notícias – Por Editor: Bp Sérgio Oliveira
“Portal de Notícias do Atitude News -, cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Todo o processo de coleta de dados cujo resultado culmina nas informações a seguir é realizado automaticamente, através de fontes públicas pela Lei de Acesso à Informação (Lei Nº 12.527/2011). Portanto, Portal de Notícias do Atitude News –, não substitui as fontes originárias da informação, não garante a veracidade dos dados nem que eles estejam atualizados. O sistema pode mesclar homônimos (pessoas do mesmo nome). Confira nosso  Descrição Legal

DIVULGAÇÃO

Bem-vindo (a), ao Portal de Notícias do Atitude News – O chapa quente –

O deputado federal Luis Miranda, acusado pelo representante comercial da empresa Davati Medical Supply, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, de tentar intermediar a compra de vacinas, entrou na sessão da CPI da Covid desta quinta-feira (1º) e causou tumulto.

Após a divulgação de um áudio atribuído a Miranda em que ele afirma ter um “comprador e com potencial de pagamento instantâneo” Miranda entrou na sessão e conversou com o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM) e o relator, Renan Calheiros (MDB-AL).

LEIA TAMBÉM

A presença do deputado causou tumulto e queixas dos senadores governistas Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), Marcos Rogério (DEM-RO) e Fernando Bezerra (MDB-PE). Este último, líder do governo no Senado, afirmou: “O que é isso? Ele não pode ficar presente na sessão”. Os senadores questionaram também se se tratava de uma ameaça. 

Bezerra também pediu que o áudio seja investigado pela Polícia Federal. Na gravação atribuída a Miranda, não fica claro se o deputado se refere ao irmão, Luis Ricardo Miranda, servidor do Ministério da Saúde, como o comprador que estaria interessado na aquisição de vacinas da AstraZeneca.

Luis Ricardo já denunciou ter sofrido pressões atípicas para a compra de outra vacina, a Covaxin, a mais cara entre as negociadas pelo governo e um dos principais eixos de investigação da CPI. O contrato de R$ 1,6 bilhão, suspenso pelo governo, é apurado também pelo Ministério Público Federal.

Panos quentes

Após o tumulto gerado pela presença de Miranda na CPI, Omar Aziz tentou colocar panos quentes e pediu calma aos senadores. Acompanhado de seguranças legislativos, Luis Miranda se retirou da sala da CPI e se dirigiu à Câmara dos Deputados. As críticas não pararam, no entanto, e o senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) pediu à Mesa Diretora que fosse determinada a prisão do deputado.

Deputado Ricardo Barros deve ser chamado para depor na CPI da Covid

NÃO HÁ JUSTIÇA SEM DEUS

Deixe um comentário